segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

A madeira de eucalipto e sua utilização para dormentes

A árvore de eucalipto é cultivada em reflorestamentos e pertence à flora natural da Austrália. Já foram identificadas mais de 672 espécies do gênero eucaliptus, algumas com grande importância econômica.

Segundo Silva (2003), “Navarro de Andrade, pioneiro na introdução desta espécie no Brasil, quando iniciou o plantio do eucalipto, queria resolver o problema, que era fornecer à Ferrovia Paulista de Estradas de Ferro, combustível para as suas locomotivas e madeiras para postes e dormentes”.

Os primeiros dormentes de madeira de eucalipto usados em larga escala no Brasil, foram destinados à Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, em 1907. Até então, dava-se a preferência no Brasil aos dormentes de essências nobres, como maçaranduba, aroeira, ipê, jacarandá, etc. Em decorrência da escassez dessas espécies, partiu-se para a madeira de florestas plantadas, como o eucalipto, que apresenta uma vida útil comprovada de trinta anos, sem nenhum tratamento preservativo industrial.

No Brasil o eucalipto ocupa atualmente enormes áreas de reflorestamento. Algumas espécies foram geneticamente desenvolvidas e adaptadas às condições do clima e do solo do país sendo utilizadas com diversos fins, na construção civil, na fabricação de dormentes (Eucalyptus citriodora, Eucalyptus cloeziana, Eucalyptus marginata e Eucalyptus diversicolor são as espécies mais utilizadas) e móveis, na produção de papel e celulose, substituindo as espécies nativas e permitindo a exploração racional da madeira.

Os dormentes de eucalipto são retirados de fazendas onde as árvores são cultivadas especialmente para o corte. Depois de cortado, o eucalipto adulto tem capacidade de crescer mais duas vezes, o que não acontece com as madeiras de lei. Estes dormentes também podem ser reciclados. Algumas empresas os recebem de volta quando inutilizados ou com a sua vida útil terminada, onde são separados para uso rural, como mourões, queimando-se o resto em fornos controlados ou em aterros ecológicos com certificado.

Fonte: http://www.cbtu.gov.br/estudos/pesquisa/bndes_iiiriotransp/AutoPlay/Docs/artigo26.pdf

Google+ Followers

Contato

Escritorio Diadema - SP | Fones: (011 ) 40551239 |(11) 4044 - 5570 | Nextel: (11) 7738 - 6060
ID: 9*95818
MSN Atendimento Online: florestarm@hotmail.com
Skype: rogerio.pascon1
dep.floresta
florestarm