quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Dormentes de Madeira

DORMENTES DE  MADEIRA PARA FERROVIAS 


Os dormentes em madeira possuem altos valores de resistência específica;necessita de baixo consumo de energia na sua produção; possui baixo preço e apresenta possibilidade de uso da matéria-prima de forma sustentada e ambientalmente correta.
No entanto, os dormentes de madeira, amplamente usados, requerem cuidados especiais para se garantir a durabilidade das peças, além disso, geram um importante passivo sobre o meio ambiente, uma vez que, são utilizadas grandes remessas, a taxa de renovação e reutilização é mínima.
A utilização da madeira também implica em outros intervenientes, porque sua vida útil é baixa em relação aos demais dormentes (concreto, aço, plástico) disponíveis no mercado; a isolação elétrica é boa quando o dormentes está seco,caso contrário pode interromper o tráfego de trens. As ferrovias, usando em seu leito dormentes de madeira, provocaram um intensivo impacto sobre o meio ambiente. Milhares de m³ de madeira foram extraídos ao longo dos anos, para atender as necessidades operacionais da via sem nenhuma medida efetiva para reparar seus impactos às regiões exploradas.
O uso de dormentes nas ferrovias brasileiras foi uma das causas da devastação da Mata Atlântica. Apesar da nova consciência ecológica existente no País, o desmatamento continua a devastar a floresta, permanece o uso dormente de madeira proveniente de espécie nativa, enquanto se poderiam fabricar os dormentes ferroviários com outros materiais ou com madeira oriunda de projetos de reflorestamento (espécies cultiváveis).

Além do violento impacto ambiental, provocado pelo processo de destruição de áreas de mata atlântica, da caatinga, serrado e matas ciliares. Os dormentes de madeira apresentavam o inconveniente de se deteriorar sob a ação da variação de umidade e ataque de micro-organismos, tornando sua substituição muito frequente, implicando em mais desmatamento.
Para uma madeira ser utilizada como dormente, a mesma deve ser tratada, para se evitar a proliferação de fungos e insetos que podem acelerar o apodrecimento desta, no caso de entalhes e furações no dormente, nesta área onde o tratamento pode ter sido comprometido, é necessário novamente à aplicação do produto preservativo, por meio de pulverização ou similar.


                Nós podemos perceber na reportagem que novamente os dormentes de madeira parecem realmente muito bons, com altos valores de resistência especifica, baixo preço, baixo uso de energia na sua produção, etc.
               Mas o manuseio esses dormentes não é tão simples, é preciso cuidados especias com eles, para garantir que durem o máximo possível  pois o uso deles ja é muito amplo, e o corte de árvores está sendo muito mais rápido do que a renovação delas, uma equação que um dia vai deixar as árvores = 0.
               Pra complicar mais a vida dos dormentes de madeira é muito pequena quando a gente compara com os de aço, concreto e plástico. Ele é um bom isolante térmico quando seco, mas durante as chuvas perde essa vantagem.
               Além disso tudo os dormentes de madeira foram um dos responsáveis pela devastação da Mata Atlântica.
              Para usar  a madeira como dormente existem tratamentos específicos para evitar a proliferação de fungos e insetos.
              Dormentes de madeira não são tão simples, mas bons de se usar, porém aos poucos vamos tentar abandonar esse material para um que não agrida tanto o meio ambiente.
Fonte:http://refloravia.blogspot.com.br/2013/03/os dormentes-em-madeira-possuem-altos.html

Google+ Followers

Contato

Escritorio Diadema - SP | Fones: (011 ) 40551239 |(11) 4044 - 5570 | Nextel: (11) 7738 - 6060
ID: 9*95818
MSN Atendimento Online: florestarm@hotmail.com
Skype: rogerio.pascon1
dep.floresta
florestarm